Imagem capa - Ler para as crianças. Veja a importância desse hábito por Erika Pugliese
CriançaBebê

Ler para as crianças. Veja a importância desse hábito


Você tem o costume de ler para o seu filho? 

Entrar nas histórias, sejam elas de ficção ou não, é parte importante do desenvolvimento infantil e pode trazer uma série de benefícios. 

Estimular a imaginação, aguçar a curiosidade e ajudar no desenvolvimento da linguagem, tanto escrita quanto oral, são atributos pra lá de especiais, mas não acaba por aí.
A psicóloga Frinéa Brandão, coordenadora do Grupo Neurofocus Psicoterapias (RJ), explica que as histórias também minimizam aspectos da solidão, já que ampliam várias conexões cerebrais que despertam hormônios do prazer e do relaxamento, quase como uma meditação. "Se você olhar para os olhos de uma criança quando está contanto histórias, vai perceber que eles são ora de admiração, ora de medo e excitação. Isso acontece porque elas estão também aprendendo realidades internas emocionais."  Em uma história bem contada de monstro, de princesa ou de herói, por exemplo, as crianças estão aprendendo a olhar para a própria realidade e a conhecer um pouco mais de si mesmas.

Lá em casa, costumamos ir às livrarias e passamos algumas horas lá dentro. Olhamos capas, lemos contra-capas e dificilmente saímos sem nada de lá. Mas ainda falhamos na hora da leitura. Fazemos bem menos do que gostaríamos.

Ainda segundo a psicóloga Frinéa Brandão, “Se os pais estão junto,  interagindo com a criança, ela vai associar os livros ou as histórias a um momento de carinho e boas lembranças.  E, claro, a máxima do “dar o exemplo” continua valendo aqui: de nada adianta tentar criar o hábito de ler no seu filho se ele não vê você fazer o mesmo.

Momento #vergonha. Gente, eu morro de sono quando estou lendo. O engraçado é que amo livros. Devo ter mais de 40 títulos começados e outros tantos sem sequer abrir a primeira página. E precisa ser livro impresso. Não me venha com versão digital não! Meu sonho é ter um espaço pra leitura com uma estante imensa, daquelas que não dá pra ver o final. (estou imaginando neste momento).





Uma boa história precisa de...

... vontade! Isso é tudo que você precisa para uma gostosa leitura junto com seu filho. Alguns gostam de interpretar mais, outros são mais contidos, mas a verdade é que o simples fato de você querer ler para o seu filho já é um grande passo. É claro que um clima de magia e um bom contador de histórias tornam tudo ainda mais especial. Mas você não precisa proporcionar isso a ele só quando vão ao teatro, por exemplo. Com disposição e entrega, dá para ir além e criar essa atmosfera na sua própria casa. 

A especialista Martha Teixeira elaborou 5 passos para aprimorar sua “técnica” e que vão render uma boa aventura com o seu filho. Confira e aproveite muito este momento!

1º passo Escolha uma história adequada para a idade e para a situação que a criança está vivendo. Quando mais elementos da história ela puder reconhecer, melhor será o interesse;
2º passoAntes de ler o livro ao seu filho, faça-o primeiro para você, para que as partes  impactantes fiquem bem gravadas e você consiga deixá-las ainda mais emocionantes. Se  vai tirar a história da cachola e não de um livro, faça o mesmo, contando para você antes de contá-la ao seu filho; 
3º passo Uma narrativa leva ao mundo da imaginação e do sonho, então, nada melhor do que criar um clima antes de começar a leitura. Prepare um espaço para a história, vale um cantinho especial no quarto, a luz mais baixa, almofadas no chão...
4º passo Dar ritmo à narrativa é um dos mais importantes, afinal, história que é boa mesmo precisa ter ritmo. Se o herói está mais pensativo, fale mais pausadamente e com tom de voz mais baixo. Se ele estiver em um momento mais intenso, uma fala firme e apressada combina bem e vai prender a atenção do seu filho; 
5º passo Dê um bom fechamento à história. Por isso, “amanhã eu continuo” vai deixar a criança pequena ansiosa. Leia até o fim. E lembre-se de que o seu filho precisa sonhar e, por isso, quanto mais mágico for o final, mais realizado ele ficará. E tem jeito melhor de embalar o sono?



A parte científica deste texto foi extraída do site da Revista Crescer: Clique aqui para ler o texto completo